Reforma do Ensino Médio – Veja o que há de NOVO

0
456

Reforma do Ensino Médio foi aprovada pelo Senado e sancionada pelo Presidente da República; veja as principais mudanças com o chamado Novo Ensino Médio

A Reforma do Ensino Médio já é realidade. Calma, as mudanças ainda não foram implementadas, mas o novo ensino médio já tem lei sancionada e deve ser implantada rapidamente em todo o Brasil. Veremos neste artigo uma previsão de cronograma.

Mas você sabe o que muda com a Reforma do Ensino Médio? O Enem vai acabar? O Ensino médio será somente integral? O Melhores do Enem apresenta a relação das principais mudanças e traça um prognóstico para o Novo Ensino Médio. Bora conferir!

Leia também

Conheça o MEDIOTEC

Simulador de notas de corte do Sisu

Veja todas as notas de corte para os cursos de Medicina

Veja como funciona o Prouni

O que é a Reforma do Ensino Médio?45

reforma do ensino medio
Reforma do Ensino Médio: mudanças na carga horária e nas disciplinas

O chamado Novo Ensino Médio é fruto de uma série de diretrizes propostas pelo Ministério da Educação – MEC –  com vistas a mudar o formato e implantar uma verdadeira reforma do ensino médio. O principal viés da proposta refere-se à implantação do ensino integral para os estudantes secundaristas e mudanças nas chamadas disciplinas obrigatórias.

O primeiro passo para a reforma do ensino médio foi com a Medida Provisória 746, de 22 de setembro de 2016. Mas como o próprio nome diz, o texto era provisório e para se transformar em lei seria necessário a aprovação do Congresso (Câmara e Senado).

Em 2017, a proposta do MEC para o novo Ensino Médio foi aprovada e sancionada pelo Presidente da República. Se quiser conferir o texto na íntegra, acesse aqui a Lei 13.145, de 16 fevereiro de 2017, que institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral.

É importante destacar que a lei que coloca em prática a Reforma do Ensino Médio alterou legislações importantes e com valor histórico. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/1996) e a Consolidação das Leis do Trabalho – a CLT – (Lei 5.452/1943)

Reforma do Ensino Médio – principais mudanças

reforma do ensino medio 2017A reforma do ensino médio altera a relação de disciplinas obrigatórias, valorizando uma formação direcionada para a área em que o estudante vai direcionar os estudos. Este contexto abre espaço para os cursos técnicos e profissionalizantes e a implementação do ensino médio em tempo integral.

A carga horária deve ser alterada nos próximos cinco anos de 800 para 1.000 horas. O que significa mudança de carga horária diária de quatro para cinco horas. O objetivo final do Novo Ensino Médio é ampliar para 1.400 horas anuais, mas não há prazo para cumprir esta meta.

Tradicionalmente o ensino médio possui 13 disciplinas obrigatórias, agora a carga horária será dividida em disciplinas comuns (60%) e disciplinas optativas.

As disciplinas comuns passam a ser as seguintes:

  • Português
  • Matemática
  • Língua Inglesa
  • Artes
  • Educação Física
  • Filosofia
  • Sociologia

As disciplinas de Sociologia, Filosofia, Artes e Educação Física devem ser incluídas na lista a partir da implementação da Reforma do Ensino Médio.

Mas quando será colocado em prática o novo Ensino Médio?

Novo Ensino Médio não é pra hoje

As diretrizes propostas na Reforma do Ensino Médio somente serão implantadas após a formulação da chamada Base Nacional Comum Curricular (BNCC), ou o conjunto de orientações que irá nortear o currículo do novo Ensino Médio.

Veja no vídeo abaixo, a mensagem do MEC sobre o Novo Ensino Médio

A partir da formulação destas diretrizes, prevista para ser concluída em 2017, será traçado o cronograma de implementação das mudanças, a efetiva Reforma do Ensino Médio.Se tudo correr conforme previsto, o cronograma do Novo Ensino Médio fica assim:

  • 2017 – Formulação da BNCC
  • 2018 – Organização do cronograma de implementação do Novo Ensino Médio
  • 2019 – O ensino médio com as mudanças previstas na reforma é implementado

No entanto, a partir da criação da BNCC espera-se que as instituições privadas possam agilizar os procedimentos de implantação do novo Ensino Médio. Assim, é possível que as redes privadas já utilizem o formato previsto na Reforma do Ensino Médio já em 2018. Na rede pública 2019.

Caminhos para o estudante com a Reforma do Ensino Médio

novo ensino medioO Novo Ensino Médio vai propiciar ao estudante escolha da área em que pretende atuar profissionalmente, ou até mesmo direcionar para a universidade que deseja cursar no futuro. Serão cinco opções de currículo:

  • Linguagens
  • Matemática
  • Ciências da Natureza
  • Ciências Humanas
  • Formação Técnica

Vale ressaltar que as disciplinas comuns ou obrigatórias serão cursadas normalmente, independente da escolha da área para as disciplinas optativas.

Números que contextualizam a Reforma do Ensino Médio

Hoje, o estudante que deseja ter formação em curso técnico estuda 3.600 horas em  três anos. Incluindo nesta conta a carga horária do chamado ensino médio regular. Com a reforma do ensino Médio esta carga horária vai ser de 2.400 a 3.000 horas.

Atualmente, o Brasil possui apenas 386 mil alunos matriculados nos cursos de ensino médio integral, ou 5% dos estudantes secundaristas brasileiros.

Será investido R$ 1,5 bilhão até 2018 para implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. A prioridade de investimento será para as regiões com menores índices de desenvolvimento humano (IDH) e com piores resultados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Aliás, a continuidade do Enem é questão recorrente com a implementação da Reforma do Ensino Médio. O MEC afirma que o Novo Ensino Médio não tem relação com possíveis mudanças no Enem.

 

Foto: Mec.gov.br

Deixe uma resposta